sábado, 22 de agosto de 2009

Arrasta-me de volta ao passado...

Boa noite!

Essa semana fui conferir o novo filme de Sam Raimi: Arrasta-me pro inferno.

Sinopse: A história é sobre uma gerente de banco que quer crescer em sua carreira e para mostrar ao seu chefe que é capaz de tomar decisões dificeis no trabalho ela decide negar um empréstimo a uma senhora idosa, esta ao sentir-se humilhada lança uma maldição sobre a gerente e em três dias um demônio chamado Lâmia virá buscar sua alma e leva-la para o inferno.

O filme: Sou um admirador do trabalho do Sam Raimi, gosto muito dos três A morte do demônio (principalmente a terceira parte), Dom da premonição também é muito bom, sem contar os filmes do Aranha (excluindo a terceira parte que é terrível de doer...) e depois de sair do filme com a minha amiga falando mal do filme sem parar e eu tentando defender, fiquei me perguntando se o filme era realmente ruim e eu estava cego por gostar do diretor.

Desde o começo do filme você percebe o estilo de direção de Sam Raimi, os closes, os muitos gritos e os exageros. A trilha sonora caiu como uma luva para o filme ajudando a causar o clima de suspense nos momentos certos. Os efeitos são uma mista dos de antigamente ao CGI de hoje em dia, o que torna o filme mais uma homenagem aos filmes de terror que Raimi realizou no passado, o interessante disso foi mostrar que os mesmos truques que funcionavam antigamente ainda funcionam muito bem hoje em dia!
Todas as nojeiras de sempre estão lá: Os vômitos, os rostos em decomposição e mais vômitos e muito sangue e acabei percebem também que alguns desses "truques para assustar" tem efeito contrário, pois causam risadas, algumas cenas realmente foram feitas com esse objetivo, o que aproxima muito o filme do terror trash.

A atuação de Alison Lohman convence e a sua carinha angelical e a sua "suposta não culpa" faz com que a platéia sinta um misto de pena e raiva da personagem, mas o grande destaque vai mesmoa para a atriz Lorna Raver que interpreta a cigana, essa vai assombrar os pesadelos de muitos.

O roteiro é bem simples e não provoca nenhuma surpresa em nenhum momento do filme...para mim que trabalha como gerente em banco fica a mensagem: Nunca negar empréstimos a senhoras idosas cegas de um olho...

Nota: 7
Recomendação: Como terror funciona...pelo menos me assustei várias vezes. Como comédia também funciona (A cena do gatinho, gatinho é hilária...), mas acho que é um bom filme para se ver em casa numa noite fria de baixo das cobertas...
Até a próxima...

5 comentários:

Aryana disse...

Você está brincando??? Você deu nota 7?? Acho que não reclamei o suficiente do filme... E respondendo à sua perguna: Sim, gostar do diretor te deixou cego....

Tirando a nota, gostei da sua critica!!

Bárbara disse...

Fui assistir esse filme com os meus amigos,achei que deu pouco susto,a única hora em que eu realmente me assustei foi quando a cara da cigana sai de dentro do armário quando a mulher está arrumando a mala,aquilo foi realmente inesperado.
Além disso achei que as partes de comédia meio que acabaram com o filme,quando a Lâmia começa a dançar...é realmente o fim!
E o filme foi muito nojento...
Eu daria nota 6,
Na verdade 5, fiquei com dó do gatinho... rsrs

Airton disse...

opaa
eu to querendu ve esse
o trailer eh mto locoo
passei aki pra te dize q botei um comercial no minimo equivocado no blog hehehe

http://publicandobr.blogspot.com/2009/08/comercial-para-cinefilos.html

Dewonny disse...

Eu adorei, Sam Raimi voltou em grande estilo ao gênero q lhe revelou!
Abs! Diego!

André C. disse...

Muito bom seu comentário. Fui ver o filme e fiquei mais ou menos com a mesma impressão, que Sam Raimi quis fazer uma homenagem ao velho, tosco, trash e delicioso terror.
Sustos e nojeira, comandandos por uma ótima trilha.

Abraços,
André